Category: Japão


Olá pessoas, venho aqui convidar vocês para esse evento maravilhoso que ocorrerá hoje e amanhã no Parque do Flamengo.
Para mais informaçõe entrem no site http://nikkeirj.com.br que lá vocês poderão se informar dos eventos que virão ou os que já passaram por aqui, ver o endereço de onde ocorrerá o evento, informações sobre o curso de japonês que eles têm lá… Eu recomendo.

Eu sei que é tarde, mas ainda dá tempo de ir!! A entrada é franca ^^

Beijão e bom final de semana para todos… Com certeza eu estarei laá (:
Vou postar fotos para vocês, caso eu vá mesmo. Okays?

Anúncios

É galera, hoje de manhã quanto eu acordei, nunca imaginaria que o dia seria como foi. Não pensava que ficaria triste o dia inteiro e nem que ficaria pensando no assunto até agora.
Estou muito aflita e muito descontente com o que ocorreu no Japão nessa madrugada do dia 11 (Aqui no Brasil). Sinceramente, me senti sem chão, como se morasse lá no Japão. Me senti triste.

Tudo começou com um tremor de terra que na escala richter marcava 8.9 (Até hoje foi o maior terremoto que o Japão já teve), os prédios de Tóquio balançaram e houve muito caos na cidade. Logo depois, mais ou menos um minuto, a onda gigante, tomou o nordeste e norte do Japão e invadiu Saidan, Fukushima, Aomori, Ibaraki e outras cidades próximas à costa. Causando o desaparecimento de casas, veículos e ruas. As ondas chegaram a 10 metros de altura e 700 km/h de velocidade, que se compara a um jato comercial.
As pessoas foram avisadas com antecedência de uma hora sobre o tsunami, e dirigiram-se para a capital do país, que não sofreu com o tsunami. Mas, ainda não é confirmado o número de mortos nem de desaparecidos.
Sabe-se que nenhum brasileiro foi atingido pelos desastres já que na cidade de Saidan o número de brasileiros é bem pequeno. Mas, ainda assim o desespero de famílias brasileiras é grande por aqui.
Como as pontes de comunicação, como telefonia e internet foram desativadas, devido as catástrofes, o desespero foi maior.
Consta que a essa hora as comunicações já estão disponíveis, mas estão congestionadas.

O Japão é um dos países que é o mais equipado para receber terremotos, já que de cada 5 terremotos, 1 é no Japão. O país começou a se preocupar depois de um terremoto que alastrou as cidades, marcando 7.5 na escala richter em 1923. Depois disso o país vem construindo prédios e casas que suportam terremotos como esse, mas tsunamis ainda não poderia ser evitado por japoneses.
O termo “tsunami” foi criado por eles, e significa “Grande onda” determinado assim para ondas que derrubavam barcos que ficavam na encosta. E sempre foram a preocupação de japoneses durante anos. Não se podia imaginar que o maior pesadelo deles (E de qualquer um) poderia se tornar realidade hoje.

Parece que depois do terremoto mais forte, tiveram vários terremotos em menor escala, o último marcou 6.6 na escala ritcher. Mas a maior preocupação dos japoneses ainda é uma nova tsunami.

Gente, espero que tudo dê certo para eles. Não consigo imaginar isso, até agora acho que não passou de um pesadelo e que vou acordar daqui a pouco.
Espero voltar com notícias melhores.
Até.

Matéria retirada do site SK13.zip.net

Inuyasha Kanketsu Hen

Gente, não sei como eu pude deixar essa notícia passar assim – Após meia década de hiato, a série animada de InuYasha retorna com novas aventuras. De acordo com a revista Shounen Sunday, o meio-youkai mais famoso do mundo ganhará novo anime, com previsão inicial de ter 26 episódios produzidos e estreia marcada para outubro deste ano, pelo canal YTV. Intitulada de InuYasha Kanketsu-Hen (InuYasha: Capítulo Final), a série dará continuidade ao antigo anime, que cobriu 35 dos 56 volumes do mangá. Ainda não há informações se a nova animação também será produzida pelo estúdio Sunrise.

O primeiro anime de InuYasha foi produzido entre os anos de 2000 e 2004, com 167 episódios ao todo, em meio a duas sagas fillers (não existentes no mangá). No Brasil, a série foi exibido pelo Cartoon Network e teve uma rápida passagem pela Rede Globo, em ambos os canais a série foi exibida com forte censura. O mangá, de autoria de Rumiko Takahashi, começou a ser publicado no Japão em 1996, pela revista Shonen Sunday, e chegou ao fim apenas no ano passado, com um total de 56 volumes (558 capítulos). Em terras tupiniquins, o mangá foi publicado pela Editora JBC, totalizando 112 edições em formato de meio-tankobon. – Animação demais para um coraçãozinho só!

Se você quiser pode assistir online por aqui: http://assistaonline.blogspot.com/2009/10/inuyasha-kanketsu-hen-episodios-online.html || Ou:

Créditos: http://www.otakupt.com || http://assistaonline.blogspot.com