SM Entertainment

 

Em pré-conferência realizada hoje, representantes da SM Entertainment deram o parecer da empresa sobre tudo que anda ocorrendo referente ao processo — dizem que parece mais uma grande brincadeira exagerada.

“Os três membros vão poder continuar com suas atividades individuais, mas as atividades do DBSK cabem somente à SM. Os outros dois, YunHo e ChangMin, terão seu comeback no ano que vem na Coréia. Seis meses antes, tudo foi dedicido. Eles já estão se preparando”, declara Kim YongMin, um dos representantes. “Pedimos que JunSu, YooChun e JaeJoong dêem sua resposta até o dia 12″, continuou.

“Esse processo não começou por causa de contrato escravo ou direitos humanos, mas por causa dos negócios individuais dos três. Eles vêm usando o contrato para beneficiá-los no processo, mas o que eles têm em mente são seus ganhos com sua empresa. Os três disseram que iam tirar férias na China em janeiro de 2009, foi quando entraram para a empresa de cosméticos. Soubemos disso por fotos que caíram na rede. Através do site da empresa, soubemos que eles se tornaram diretores e tinham até cartões com seus nomes. Eles querem mudar o conteúdo do contrato para beneficiá-los. Expressamos nossas preocupações referentes à imagem do grupo com essa empresa. Queremos ver o contrato dela, começando por quaisquer problemas que possam surgir, queremos proteger os membros. Porém não vemos qualquer esforço da parte dos três para mostrá-lo. Esse processo é uma brincadeira à sociedade exagerando sobre direitos humanos e escravidão”, finalizou o representante da agência.