DBSK

Das celebridades que deixaram seus grupos e fizeram carreira solo, apenas algumas tiveram sucesso. Eun Jiwon está indo muito bem em um programa de entretenimento, Lee Hyori obteve sucesso tanto como atriz e como cantora, e Ok JyHyun agora se apresenta em musicais.

A disputa do contrato do grupo TVXQ com sua agência SM Entertainment provocou reações por mudanças em como os novos ídolos são tratados e treinados. Apesar de haver grupos que receberam o apoio dos adolescentes no passado, o ‘Sistema Ídolo’ em que as agências treinam e criam suas estrelas são até recentes, iniciado nos anos 90.

Onde estão os ídolos da 1º geração?

Muitos dos cantores que eram da primeira geração dos grupos ídolos, como H.O.T, SechsKies, Fin.K.L. e S.E.S., deixaram suas agências e estão atualmente em atividades solo. Entretanto, eles não foram capazes de chegar ao sucesso assim como chegaram quando pertenciam aos grupos. Lee Hyori, que foi considerada um ‘Ícone Sexy’ em 2000, tem experimentado a atuação, canto e filmagem de comerciais, sendo muito bem sucedida nessas três áreas. Eun Jiwon ganhou muita popularidade entre todas as faixas etárias por sua participação em um programa de TV. No caso de Ok JuHyun e Bada, eles têm usado suas habilidades vocais em musicais e na indústria do K-pop.

O popular grupo GOD, que veio depois da primeira geração de grupos ídolos, teve seus membros em atividades solo entre canto e atuação, mas não tiveram o grande impacto dos tempos em que estavam juntos.

No caso do grupo Shinhwa, as atividades foram interrompidas devido ao serviço militar de vários integrantes, mas outros também se encontram ocupados com suas atividades solo.

Nos dias atuais, muitas agências ensinam a cada integrante de um grupo muitas habilidades, para assim transformá-los em ‘multi-entertainers’. Entretanto, isto não é suficiente para sua própria subsistência. Um representante de uma agência disse, “Comparado com a primeira geração de ídolos, os atuais são muito melhores, de composição de letras à habilidades com instrumentos. Mas há um limite para tudo isso. As agências deviam tentar estimular o nível de criatividade do cantor.”

Um integrante de um grupo ídolo disse, “Quando você se torna um trainee em uma agência, eles apenas te ensinam o que eles querem que você saiba. Então, quando você tem de deixar a companhia e tentar carreira solo, você não tem habilidades suficientes. É por isso que eles não te ensinam o bastante. Integrantes de grupos masculinos só conseguem sobreviver se seus próprios talentos forem desenvolvidos.”

Lim Jinmo, critico de música, disse, “O que é embaraçoso na disputa do TVXQ é que as pessoas estão focando apenas no dinheiro, sem pensar nas questões que envolvem sua música. As agências não deviam focar só na renda, deveriam estar interessadas com a educação e o caráter, assim como investir nos talentos individuais dos integrantes. Só assim manterão boas relações com seus artistas.”

Fonte: minsarang.wordpress.com
Tradução: s2ingayo.com.br